Ficarei mais de quinze dias sem poder escrever porque preciso fazer um tratamento mais radical no hospital. Eu não queria fazer nada disso mas o Herculano, a Veridiana e o Marco insistiram muito e concordei em tentar. Não gosto de ser espetada de todos os lados e penso que não adianta muito.

A doença me impede de continuar a ir todos os dias até a escola, e estou triste porque tenho de deixar meu trabalho. Já estou conformada de morrer. Tive minhas oportunidades, vivi minhas felicidades e sei que os que ficam ainda vão ter muita razão para lutar pela vida, não eu. Só penso em sair da vida com dignidade. Na escola deixei bem adiantado o trabalho, minha substituta já entendeu bem o sentido das etapas planejadas para todo o ano letivo. Penso que estou deixando tudo bem organizado, estou até escrevendo essa carta sem fim para você …

A minha situação particular está equacionada, me preocupo é com o momento político. É constrangedor ir embora sem vislumbrar uma saída para o país. Na verdade o que me preocupa mais é a situação do Herculano. Há dois anos que ele vem tentando ajudar um casal amigo. O filho deles foi acusado de ser subversivo e agitador. Para escapar da polícia ele caiu na clandestinidade e o Herculano tem sido o único contato entre o rapaz e os pais até a semana passada quando ele foi preso junto com seus colegas, roubando um banco.

Como pode? Esse garoto eu conheço desde bebê. Ele tem a idade da minha filha, … se não fosse essa confusão política ele jamais seria um ladrão de banco. Aliás estamos todos inconformados com a situação geral, o Marco e a Veridiana contaram que outro dia uns guardas entraram na lanchonete da faculdade e começaram a meter medo nos estudantes. Fizeram um garoto desenrolar os papéis de desenhos que carregava num tubo, amassaram tudo e até derrubaram café e depois disseram: “Ainda bem que você não tinha nenhuma arma escondida, senão ia para o xadrez.” Foram lá só para se divertir, eles usam arma e se sentem poderosos.

Como pode um representante da lei ter um comportamento tão fora da lei? É a velha história, o exemplo vem de cima, o desmando é total, a corrupção anda solta, ninguém se preocupa em esconder. Por medo de uma ditadura comunista nosso país caiu na ditadura direitista. Na verdade essa não era a intenção dos que deram o golpe militar, acredito que a idéia fosse a de corrigir, com mão de ferro, os muitos erros da nossa vida pública mas o caminho foi mal escolhido. Cassar políticos, suspender eleições e impedir que as pessoas manifestem suas opiniões nunca corrige nada e só abre caminho para a corrupção. A sociedade se dividiu em duas facções: os que estão do lado dos mandantes podem tudo e os que estão contra não podem nada. Faz quase seis anos que começamos essa embrulhada e só temos o que lamentar.”

-Esse é o começo do fim! Será que foi por isso que sumiu toda a família dela?
Um olhou para o utro e …. Arco disse:
-Vocês já epararam que é esta a nossa grande aventura? Aceitamos o “chamado”e vamos investigar até descobrir o que aconteceu.
-Temos uma mala para entregar para uma pessoa chamada Iris, vamos descobrir onde ele vive.
Todos juntaram as mãos firmando um compromisso, e se abraçaram, pemanecendo assim juntinhos por um bom tempo, até que a vida, implacável, os obrigou a seguir em frente, com as pequenas tarefas diárias e inadiáveis, como ir para casa jantar, dormir e acordar no dia seginte para o costumeiro dia-a-dia.

A aventura continua no segundo livro.

BIBLIOGRAFIA

Josehp Campbell:

• O poder do mito
• As máscaras de deus – vol. I e II.
• O herói das mil faces
• As transformações do mito através do tempo
• * além de idéias, desses livros foram retirados todos os mitos de criação.

Junito de Souza Brandão:

• Mitologia Grega – vol. I, II e III.
• * além de idéias, desses livros foram retirados todas as referências e mitos gregos.

Gordon Childe:

• A evolução cultural do homem
• O que aconteceu na história

Grande Enciclopédia Larousse Cultural

J. Piaget e B. Inhelder

– A psicologia da Criança

Amália R. de farias

• O desenvolvimento da criança e do adolescente segundo Piaget

Coleção da Clínica Tavstock

• Meu bebê
• Meu filho de 1 ano
• Meu filho de 2 anos
• Meu filho de 3 anos
• Meu filho de 4 anos
• Meu filho de 5 anos
• Meu filho de 6 anos
• Meu filho de 7 anos

Freud

– Totem e Tabu
– O Instinto e suas Vicissitudes

Edward McNall Bunrs

– História da Civilização Ocidental

Simone de Beauvoir

• O segundo sexo

Gilberto Freire

• Casa Grande e Senzala

História da Vida Privada I Do Império Romano ao ano mil – Coleção dirigida por philippe Ae George Duby.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *